Vistos - A grande dúvida.

Ok.

Temos um grupo no face onde tentamos ajudar com as dúvidas relacionadas ao país, desde admiradores, turistas, até pessoas que estão de mudança pra cá.
Esse post fiz, porque ao menos umas 5 vezes por semana essa pergunta é feita, ou seja, a grande causadora de dúvidas.
O México é lindo, é fantástico, mas isso não significa que seja "Festa da Uva", vem quem quer. O país, como todos os outros tem leis a serem seguidas, muito severas tratando-se de imigração. Noveleiras de plantão lembram das épicas novelas "América" e "Salve Jorge" né?  Ficar ilegal num país não é bacana. Então seguem algumas dicas, mas antes disso uns parênteses...



  •  Essas informações não estão dirigidas para menores de idade
  •  Pesquisem anteriormente no Consulado Mexicano no Brasil

O que é Visto Consular?




Um visto é um documento emitido por um país, dando a um certo indivíduo permissão para entrar no país por um certo período de tempo e para certas finalidades. Para entrada em muitos países, é necessário passaporte com um visto válido. Os vistos são geralmente carimbados ou anexados ao passaporte.
Entrar em um país sem um visto válido ou isenção válida ou realizar atividades não cobertas por um visto (por exemplo, trabalhar com um visto de turismo), resulta na transformação do indivíduo num imigrante ilegal, geralmente sujeito à deportação ao seu país natal.


Tipos de vistos

Os tipos mais comuns de vistos são:
  1. Visto de Trânsito - geralmente válido por três dias ou menos, para passar por um país rumo a uma terceira localidade;
  2. Visto de Turista - para um período limitado de viagem a lazer, sem atividades de negócios permitidas.
  3. Visto de Negócios - para envolvimento em comércio no país, geralmente com duração maior e de mais fácil renovação do que um visto de turismo;
  4. Visto de Estudante - que permite ao seu dono estudar em alguma instituição do país;

México:



Vou tentar escrever de uma forma mais simples que a da página do consulado... ( que você pode consultar clicando aqui!)


Turista:  



Você brasileiro, desde 2013, NÃO precisa de visto. Com o passaporte válido (atenção para os 6 meses...), você, tem 180 dias (6 meses) para passear pelo país. Dica: tenha todas as respostas na ponta da língua: onde vai ficar, endereço, xerox de extrato de conta, provando que você tem como se sustentar esse tempo... Pode ser que você esteja sujeito a um interrogatório por parte da imigração, ou não. Pura questão de sorte.



Trabalho: 



O visto de trabalho é liberado pelo INM, perante carta convite apresentada pela empresa ao Instituto. A empresa que convidou o estrangeiro tem que estar ok com a documentação para devidos fins, ou seja, de nada adianta ceder a carta se não tiver permissão para contratar estrangeiros. Se você veio contratado e tem a permissão para trabalhar aqui, seu cônjuge não poderá trabalhar, a menos que receba a mesma carta de passe pelo mesmo processo. ( no caso dos dois serem estrangeiros.)

- Quem precisa? Brasileiros e demais titulares de passaportes de nacionalidades que aparecem nas Exceções do Visto*, quando o prazo que permanecerão no México será maior aos 180 dias.

- Antes de vir para o México, veja as reais possibilidades de encontrar um trabalho similar ao trabalho que atualmente tem no Brasil. Aqui segue a lista das melhores cidades no México pra se trabalhar: Só clicar!


Procure em sites como: 

www.computrabajo.com.mx / www.monster.com.mx / www.occ.com.mx 

- Lembre-se que todo estrangeiro que entra no México, como em qualquer outro país, tira trabalho dos próprios mexicanos. Portanto, a permissão de trabalho é complicada no sentido de ter que justificar por que deve-se outorgar uma permissão de trabalho para um estrangeiro, e não a um mexicano.


Maiores informações, só clicar!




Estudante



O visto de estudante tem todo o processo, mas, para começá-lo você tem que escolher a universidade em questão e a partir disso, receber uma carta convite da mesma.
Lembrando que o visto de estudante tem vencimento e não dá o direito a trabalhar.

- Carta ou constância de aceitação da instituição educativa (em original) com reconhecimento oficial no México, com os seguintes dados (nome completo do interessado; nível, grau e área de estudo; nome do curso no qual foi aceito, duração estimada assim como data de início e conclusão do curso; valor/taxa da matrícula do curso, dados de identificação da escola e nome e telefone do responsável da instituição de conferir os dados contidos na carta, etc.)
- Último histórico escolar (original e cópia simples)
- No caso de participantes do programa de intercâmbio do Rotary Club, deverão apresentar comprovantes de participação no mesmo.



Em um dos nossos fóruns do grupo, um grande colaborador postou esse texto para alertar as pessoas que , impulsionadas por paixões cibernéticas, as vezes, deixam de analisar os seguintes fatos (não é regra gente, são dicas ok, válidas pra qualquer relação na internet)




"...Você deve avaliar os seguintes pontos – são casos / perguntas que recebemos quando atendemos pedidos de tradução por causa de casamento, divórcio, separação, disputa de custódia por crianças entre casais México – Brasil, que comumente recebemos na área de tradução juramentada:
1) Ele te convida pra deixar seu país, mas ele não estaria disposto a morar no Brasil, por X desculpas, caso típico, você deve avaliar que morar num outro país não é estar de férias permanentemente, você não vai encontrar trabalho formal facilmente,
2) Não quero casar, mas também não quero ter visto de dependente, - amasiado, união livre. O mexicano deve, por lei, tramitar uma permissão como dependente econômico, se não, você será mais uma turista, sem nenhum beneficio. Tramitar o visto de dependente, nem todo mundo gosta – causa compromisso.
3) Se você tem trabalho, clientes, carro, apartamento no Brasil, NÃO VENDA, NUNCA VENDA suas coisas se você não experimentou pelo menos um ano de morar legalmente no México.
4) Promessas de casamento, nunca acredite cegamente, alguns para namorar sempre fazem promessas de casamento, tenha cuidado.
5) Choque cultural, se o homem em questão adulto, com mais de 30, mora com os pais, cuidado, ele não vai querer sair da casa da mamãe, se ele te promete casa, pergunte se ele mora ainda com os pais. É o caso típico que ele vai prometer ficar, só uns meses com os sogros, enquanto compra apartamento e isso nunca acontece.
6) Ficar grávida como turista, se você não gostou do país, e você pensa em voltar, quem vai ter a custódia dos filhos é o mexicano, ou ele pode te impedir sair do país – legal, ou ilegalmente por ele ter a o apoio da família.
7) O choque cultural, você sem trabalho, sem estudar e virar dona de casa. Se não for nada sério, só um namoro, e um “quem sabe se vamos casar”, vai pesar. Ou seja, pense bem, com Quanto Dinheiro Você Vai Vir, como você vai sobreviver e se não da certo?
O aumento da imigração de brasileiras vindo para o México por causa de namoros está em aumento, e consideravelmente estão aumentando casos como os que mencionamos acima..."


Com o tempo, vamos escrevendo mais posts desse tipo.
Comentários, sugestões, sempre serão bem-vindos!

Besitos, juízo pessoal! ;)

Share:

0 comentários