Finalizando Guadalajara! - 4. Parte

Sumida, eu sei....rs Meu medo de ficar ociosa era tanto que eu inventei de querer fazer mil coisas ao mesmo tempo , cursos, faculdade, academia e afazeres domésticos...acabou ficando apertado para escrever no blog, mas vejam pelo lado positivo...Estou acumulando novidades pra contar no blog!!!

Pra encerrar o tópico de nossa viagem a Guadalajara, ficaram faltando as atrações da própria cidade!!! rs. Vamos dividir em duas partes: Velha Guadalajara e Super Ultra Moderna Guadalajara. 


VELHA GUADALAJARA:

Esqueçamos a experiência frustrada da praça dos Mariachis e iniciemos a primeira impressão do centro histórico. Começamos a explorar na terça feira , como eu já citei, deixamos pra terça feira porque na segunda os museus e a ópera não abrem.
O centro é lindo, mantém o mesmo padrão daqui de SLP, a arquitetura européia que me encanta sempre e muito, muito limpo. Tudo super arrumadinho, jardins e flores impecáveis e muitas fontes. Tem que explorar as praças a pé, pois são interligadas por calçadões e escadas. Meu espírito japonês bateu palmas, porque tinha muita coisa pra fotografar. Uma coisa que eu achei bem, bem bacana, é que em toda parte, principalmente em frente aos pontos turísticos há placas informativas, com localização e texto explicativo da atração em inglês e espanhol. Sem contar as cabines de informações ao turista presentes em todas as praças. Eles se prepararam muito bem pra receber os jogos Pananericanos, acredito eu.


1. Hospício Cabañas:

Super curioso esse prédio. Ocupa um lugar gigante em pleno centro histórico e fica numa praça super privilegiada, com esculturas super modernas na frente onde o turista pode interagir e criar as mais bacanas fotos. Eu já incorporei Game of Thrones e simulei estar numa reunião de cúpula...rs









O prédio é um patrimônio Mundial (Unesco). Datado de 1791, servia para dar abrigo a orfãos, idosos, deficientes e doentes crônicos... O prédio é lindo mas e incomodou um pouco a pintura de José Clemente Orozco no teto a entrada...um Fresco chamado de El Hombre de Fuego. Fui esperando ver obras, pinturas, mas não, o que pega lá é a arquitetura mesmo. Pelo que entendi são feitas exposições temporárias por lá.
 Prefiro pensar que os pacientes do tal hospício tinham disponíveis para si, toda aquela beleza , fontes e jardins....rs Mas confesso que a segunda temporada de "The American Horror History"não me saía da cabeça... Vale super a pena. 








 Entre um ponto turístico e outro você vai apreciando tanta coisa bonita, fontes, esculturas, e as feirinhas mexicanas, que eu já cheguei a conclusão que são onipresentes....onde tem um ser que respira e tem carteira, do lado tem uma barraquinha de "artesanias"(com excessão da Huasteca Potosina...rs).







Siga o caminho das fonte e chegue em ....


2. Teatro Degollado.

Um nome feio pra um teatro incrível. Mas calma, já esclareço que Degollado é o sobrenome do governandor que autorizou a construção do mesmo, Santos Degollado, em 1855. Um lindo edifício do período neoclássico, que muitas vezes foi restaurado e hoje é a casa da Orquestra Filarmônica de Jalisco. Eu tenho um item na minha wish list, que é assistir um ballet com orquestra , num teatro desses... Se não for na Russia, pode ser em Guadalajara mesmo....rs Me imagino no sec. 19, com aquelas rouponas....kkkkkk. Super ultra mega chique! Com direito a binoculos de ouro e tudo...rs Tá, pode ser sem o figurino, com um channelzinho básico... ;) Você pode visitar o teatro de terça a domingo a partir das 12:30hs, que é o horário que se encerra o ensaio da filarmônica. Tem um café super gracinha que fica ao lado... Um charme!







Saindo do teatro você ultrapassa a praça da Catedral.... Ahhh! Interessante citar que são conhecidas como "la cruz de plazas". Catedral ao meio e quatro praças rodeando...A plaza que atravessamos é a "Plaza de Fundadores"(acho que toda cidade do México tem uma praça com esse nome, incrível... ) Na minha opinião, uma das mais bonitas...







Passando por essa praça, na frente da  "Plaza La rotonda de Los Jaliscienses Ilustres "( onde pegamos o turibus, já comentei num dos posts de Guadalajara), elegemos ...

3 - Museu Regional de Guadalajara

Tem milhões de museus aqui, mas elegemos o Regional pela proximidade da nossa localização. Um antigo prédio do colégio seminário , já serviu como quartel e biblioteca... Bem interessante, com certeza a ossada do mamute é o ponto alto do museu, mas achei o acervo pequeno. Acho que estou com mania de Louvre...rs  Tem bastante itens que eu já estudei nas minhas aulas de historia da arte (outro post...), originários de escavações em sítios arqueológicos da região... Vale a pena!







UFA!!!!! Chega de cultura porque Michelangelo já deve estar orgulhoso de mim....

Pausa pro capitalismo...

Meu De-us!!!!


NEW GUADALAJARA:


Para tudo!!!! Ninguém tinha me comentado que Guadalajara tinha os melhores centros comerciais de todo o México!!!! Nem na cidade do México tive oportunidade de conhecer tal Meca do capitalismo como essa. Arquitetura de ponta, e flashs americanos e europeus! Todas as marcas baphos do mundo, e um tal de Palacio de Hierro , que é uma loja que fez a Galeria Lafayette de Paris, chorar....rs Uma pena que meu marido deixou claro que era só pra "ver".... e já ficou módulo de segurança ON. #chora! Vamos para os nomes desses Oasis, não tirei foto, porque é muito mico mesmo tirar foto com câmera profissional no meio de pessoas cotidianas....kkkkk Minha filha iria ao juiz e pediria carta de alforria....rs

- ANDARES: Chora
- GALERIAS: Chora de novo

Os preços não são lá muito atrativos, porque são shoppings de luxo, mas óbviamente muito mais baratos que no Brasil....
Não to podendo dar uma de Bleck Bloom, porque meu status é sustentada.... Marido inclusive disse que vai revisar minhas amigas aqui que me indicaram os shoppings....kkkkkkk

Mas vale a pena só o passeio....


Besitos.... espero não demorar tanto pra escrever de novo.... :)




Share:

0 comentários