México Segundo os Brasileiros - Mérida

Entrevista - Mérida


Mérida é a capital e a maior cidade do estado do Iucatã, no México. Localiza-se no sudeste do país e tem cerca de 800 mil habitantes. Foi fundada em 1542 no local das ruínas da antiga cidade maia de T'Hó.
É uma cidade que goza da reputação de oferecer um elevado nível de qualidade de vida. Suas características urbanas são horizontais e tem muitas áreas arborizadas disponíveis. A área metropolitana de Mérida, que inclui peças de dois outros municípios, (Kanasín e Uman), que abriga uma população de cerca de um milhão de habitantes, o que o coloca como a cidade mais populosa toda a região do sudeste do México e é a décima segunda área metropolitana, no México..
O apelido de Cidade Branca deriva segundo a pesquisa do historiador Michel Antochiw Kolpa, e não pela cal com a qual era utilizada para pintar as suas paredes e fachadas da época colonial até o século XX, a cal a ser utilizado para este resultante da queima do carbonato de cálcio do calcário é abundante na região, nem por sua provável limpeza, que agora pode ser considerado um mito, sem que a cidade seja suja, mas um fato que remonta a fundação da cidade em 1542: Francisco de Montejo seu pai, filho e sobrinho, conquistadores de Yucatán e fundador de Mérida e seus acompanhantes, durante o primeiro século após a conquista, queriam por razões de segurança e bem-fundado receio, dada a persistente rebelião dos maias que nunca poderia ser rebatido totalmente (como evidenciado pela rebelião de Jacinto Canek em meados do século XVIII e sangrenta e prolongada Guerra de Castas que eclodiu em 1848 e não concluídas até o século XX que começou), fazer a cidade Branca, que é para os brancos da época. Essa era a sua intenção original (daí as portas de entrada para a cidade para além do qual foram os bairros de índios que mais tarde seriam esmagados pelo crescimento da população).
Mais tarde verificou-se que era mais forte do que a necessidade dos conquistadores para pegar a mão de obra exigida pela crescente expansão urbana que seu desejo inicial de permanecer etnicamente pura, isolados e protegidos no espaço da cidade criada sobre as ruínas da antiga cidade maia de T'Hó Ichcaanzihó ou T'Hó.
Mérida foi nomeada em 2000 Capital Americana da Cultura em virtude de sua vocação e que deu um impulso considerável para atividades culturais. (wiki)

Foto: Lonely Planet.





1 – V.E.M.M.: Nome completo, idade.

Livia Caproni Palivonas Romanelli
34 anos

Fazenda Ochil / Foto Lívia



2 – V.E.M.M.: Como veio parar aqui no México, na cidade ____Mérida___?

Eu já me mudava bastante logo que me casei com meu marido, o Ricardo, mas tudo dentro do Brasil. Foi quando em 2013 ele foi convidado pra um projeto na Cidade do México. O projeto seria pra um ano mas ele foi promovido aqui, o que foi maravilhoso e estamos até hoje no país.
O Ricardo, meu marido, trabalha na ABInbev e começou em Araraquara, tempo em que cursava faculdade de Administração, onde eu também cursei. A AB é uma multinacional, presente em mais de 180 países do mundo, e isso nos possibilita uma grande mobilidade, não só de cidade como de país. Estando no DF viemos pra Mérida (que é a capital do Estado de Yucatan) porque meu marido veio assumir a área de logística e finanças da região.


3 – V.E.M.M.: O que mais gosta da cidade?

Eu amo essa cidade!! Vou contar porque.
Aqui e um lugar limpo, organizado, planejado, seguro, úmido (vocês podem achar bobagem mas quem morou no DF sabe do que eu estou falando, rss) e o melhor de tudo, cheio de programas na natureza pra fazer, estar perto da praia e dos cenotes mais lindos que ja fui não tem preço.


Cenote perto da Fazenda Ochil / Foto Lívia.


4 – V.E.M.M.: O que menos gosta?

Duas coisas: o calor (não é brincadeira!) e os serviços de uma maneira geral. Tudo demora, e não estranhem esperar 6 meses pra uma instalação de internet, pasmem!


5 – V.E.M.M.: E o custo de vida, como é?

Essa é uma das muitas maravilhas de se morar aqui, tinha esquecido de citar acima. Pra quem morou na capital como nos, valorizamos muito os custos daqui. Tudo parece mais justo, mais adequado ao que consumimos. Os bares, restaurantes, cafés, costureiros, jardineiros, limpeza, médicos, exames de laboratório, absolutamente tudo é bem mais barato que no DF. Aluguel então, chega a ser metade do preço, e com o dobro do conforto… enfim, um paraíso.



6 -  V.E.M.M.: Tratando-se de segurança, como você qualifica a cidade?

A cidade é muito segura e o transito é uma delicia, raramente se ve um congestionamento. Apenas quando há algum acidente ou obra.
Por incrível que pareça aqui se vê ainda mais policiais que na Cidade do México, é uma quantidade assustadora mas quando nos damos conta de como vivemos num lugar seguro, a gente passa a agradecer toda essa frota.
Aqui é muito comum que te devolvam qualquer coisa que você esqueça em um estabelecimento, incluindo lojas, bancos, restaurantes… Eu que o diga, poderia escrever um livro sobre as vezes que perdi algo e nunca me devolveram e aqui (pela primeira vez na vida) me devolveram tudo o que eu esqueci, muitas vezes só me lembro horas depois e volto no local, esta la, guardadinho pra mim, um sonho, não? ao menos é pra pessoas como eu que perdem tudo… Na verdade, eu ja tinha ouvido falar disso antes mesmo de vir morar aqui, era difícil acreditar já que nem nos EUA eu tinha tido boas experiências com meus pertences esquecidos, agora vivendo em Mérida eu comprovei como as pessoas aqui são honestas.
Não que sejam todos uns santos, não é isso, mas elas tem uma maior consciência pra devolver o que não é delas. A forma que encontraram de tirar dinheiro facilmente (e nada ortodoxa), não é ficando com o que não lhes pertence mas sim cobrando mais por determinado serviço, mas isso é clássico com os estrangeiros, infelizmente. Então temos que estar atentos sempre, porque qualquer serviço vai custar 4 ou 5 vezes mais pra quem falar com sotaque…


Restaurante Rosas y Xocolate/ Foto Lívia.



7 – V.E.M.M.: Quais são os pontos turísticos que você indicaria pra um turista que quiser conhecer sua cidade?

Da pra escrever bastante sobre o que tem de bom e turístico pra fazer em Mérida e arredores, viagens que não passam de uma hora pra você ir e poder voltar a tempo de tomar um bom banho e dormir na sua cama. Eu estou aqui ha mais de 6 meses e não consegui descobrir um terço do que tem de bom pra fazer aqui, mas vou tentar agradar todos com as dicas.

Bem, o primeiro de todos acho que é dar uma volta na avenida Paseo Montejo que tem mais ou menos 5 km e esta cheia de bons restaurantes como o Rosas e Xocolate (imperdivel) e enormes casas antigas da época colonial. Nessa mesma avenida se pode admirar o imponente Monumento a Patria que a noite se enche de luzes cor de rosa e fica ainda mais suntuoso.


Gran Museo del Mundo Maya / Foto Lívia


Muitos turistas optam por fazer esse passeio em Calandria (uma espécie de carruagem puxada por cavalos) pelo Centro Histórico da cidade e assim podem apreciar melhor os diversos edifícios e praças da cidade. Mas se você não gostar de nenhum meio de transporte de tração animal, como eu não gosto, pode subir num turibus que tem diversas paradas em pontos estratégicos de Mérida.

Foto: Visit México.


O Grande Museu do Mundo Maya construído em 2012 que conta com 4 salas de exposição permanentes e duas temporais, ao todos são mais de 800 pecas arequeológicas e vale a pena visitar.
Se voce é dos que gosta de ruínas veio ao lugar certo, aqui ha centenas delas. Tem Izamal, um Pueblo Mágico a 67 km de Merida em que se ve tres imponentes construções piramidais da época maya e ainda um Convento.

Merida é conhecida pelas fazendas que hoje abrigam hotéis e restaurantes maravilhosos. Na minha opiniao, o melhor passeio pra se fazer aqui é visitar os cenotes lindos da região de Ochil e depois almoçar na fazenda do mesmo nome, uma construção do século XVII, la tem a melhor comida típica de Yucatan, a um preco justo e uma paisagem encantadora.

Tem Chichen Itzá que é uma vasta zona arqueológica a 120 km de distancia de Merida, caminho a Cancun ou Playa del Carmen em que se pode conhecer El Castillo e El Cenote Sagrado.
Ah, e tem que ir um dia pelo menos, em Progreso, a praia mais próxima de Merida, da minha casa eu faço em 20 minutos até o beach club Sian Kaan onde passo o dia tomando Corona e vendo a praia mais bonita de Progreso.


Beach Club Sian Ka'an , Progreso/ Foto Lívia.


8 – V.E.M.M.: Qual o prato típico da sua cidade?

A sopa de lima, sem dúvida, ah, e o poc chuc também, que nada mais é que um porco bem ressecado mas eles adoram…rsss
Algo famoso na cidade é a doceria Tere Cazola que faz pães doces e bolos maravilhosos, e o melhor de tudo, tem varias espalhadas pela cidade. Acho que por isso todos engordamos quando chegamos aqui.


9 – V.E.M.M.: As pessoas te acolheram bem quando você chegou?

Me acolheram muito bem, elas são receptivas mas eu confesso que meus amigos mais próximos são todos brasileiros.


10 – V.E.M.M.: A cidade que você mora tem algum artesanato típico?

Tem o que todas as cidades mexicanas tem, as mascaras, pratas, bolsas de praia, cerâmicas, mas tem algo especial em Mérida, as Guayaberas, que são roupas típicas que os homens usam aqui. São de linho ou algodão, geralmente branca ou bege (mas tem de varias cores), como umas camisas bem formais e são usadas em grandes eventos, nao se trata de uma roupa para o dia-a-dia dos yucatecos e sim um traje para quando eles querem caprichar na vestimenta mesmo.



11 – V.E.M.M.: Como é o clima da sua cidade?

Como eu já citei acima, o clima varia entre quente e muito quente, as vezes como hoje, fica insuportável também, kkkk aí só o ar condicionado resolve, porque aqui ar não é luxo, é necessidade mesmo…


Foto: Google Imagens.



12 – V.E.M.M.: Quais são bairros bacanas pra viver, de  acordo com classes (média e alta)?

Eu gosto de vários bairros daqui até porque a cidade toda é bonita então foi difícil escolher. Aqui tem tudo, Costco, Sams, Chedraui… falta só um City Market pra ficar perfeito.
Em geral, os bairros contam com supermercados e também galerias com lojas e diversos serviços como lavanderias, cafés, salões de beleza, DHL, etc. Parece Miami, tudo bem espaçado, limpo e com galerias espalhadas por toda a cidade.
A área considerada melhor e mais segura, e geralmente escolhida pela classe alta e media alta para viver é, sem dúvida, Norte da cidade. Particularmente, eu gosto muito do bairro Alta Brisa, onde tem o shopping com as lojas melhores e muitos condomínios fechados, fica próximo a vários supermercados bons, restaurantes e escolas.
Tambem perto do shopping Alta Brisa tem a colonia Maya (em que se encontra uma das melhores escolas da cidade, chamada Cumbres) e a colonia Montecristo muito segura e bonita, alem de estar próxima ao hospital Star Medica que é referencia aqui.



DICAS:


Hotel pra se hospedar:

Se o que voce procura é um lugar típico, uma construção antiga da cidade, vai encontrar muitas opcoes, desde as fazendas fora da cidade com aquele clima que só uma fazenda tem, até os hotéis boutique com melhores localizações como o Hotel Julamis por exemplo.
Mas se o que voce procura é um hotel moderno e com um bom restaurante, um bom café da manha e bem localizado, eu sugiro o Hyatt.


Restaurante imperdível: 

Rosas e Xocolate.



Café imperdível: 

Vainilla y Chocolate.



*todas as fotos e texto são de responsabilidade do entrevistado em questão. O Blog agradece pela disponibilidade em colaborar! Gracias! Viviendo en el México Mágico!

Share:

3 comentários

  1. Adorei o jeito como ela descreveu a Cidade. Dá para ver que ela realmente está feliz onde mora.
    Mérida entrou para a minha lista de próxima visita!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Ola,boa noite, sou brasileira e gostaria de saber como é o atendimento medico hospitalar gratuito para estrangeiros.
    Obrigada
    Cristina Guedes

    ResponderExcluir
  3. Bom dia estou querendo ir morar em medida com meu esposo e filho gostaria de ter um contato direto com a Lucia que mora lá ja para que eu possa entender questões de escolas médicos câmbio compra de imóveis
    Meu nome é ALINE sou brasileira
    Meu contato
    Postosaosebastiao.bh@gmail.com

    ResponderExcluir