Missão (quase) Impossível : Crédito no México.


Mudar pra outro país é uma experiência única.

Você vira sua vida de ponta cabeça, e na empolgação inicial você até esquece de uns pontos fundamentais pra se viver na atualidade, que vai tudo por água abaixo quando você muda de país. Um exemplo básico e totalmente necessário a todos é....CRÉDITO.





Crédito é um mal necessário. Nem tudo sai conforme a gente planeja. Sempre acontece algo fora do previsto que requer dinheiro na hora, aqui ou na China. No nosso caso, foi quando meu marido sofreu um acidente jogando basquete, e , como aqui é diferente o sistema de saúde (já expliquei isso NESSE POST, Clica!), precisa pagar tudo a vista ou no cartão, pra depois o seguro me ressarcir.

Essa foi a primeira vez que me senti em apuros mesmo. Sem cartão, sem limite, sem nada. Se não tivéssemos uma "reservinha" no Brasil, não sei como teríamos feito.




A conclusão é a seguinte: essa é a vez que mais me senti estrangeira nesse país. Na hora de pedir crédito. E não importa se no Brasil você tinha um cartão sem limites, ou mil anos de correntista de um determinado banco. Aqui, de nada vale. Mesmo o banco sendo o mesmo, como o Santander, por exemplo. Eles não puxam seu historial.

A primeira vez que tentei um crédito foi na Liverpool. Queria iniciar o tal "historial creditício" que tanto pedem, nada mais justo que começar de forma pequena. Reuni todos meus documentos, meu marido, seus comprovantes de  "nominas", pagamento e lá fomos nós. A "vaca" da mulher não deu nem chance de eu terminar de mostrar os documentos e provar que sim, eu tinha condições de pagar, endereço fixo, visto, tudo....  Até o tal fiador que todos pedem, mexicano, eu tinha. NADA FEITO! Lo siento señora! Eu fiquei com vontade de subir no balcão e bater de mão aberta na cara dela. Que me desse 100 pesos de crédito!!!! Eu só queria iniciar o tal historial.





Nada feito.


Olha só... Como entramos no "Buró de Crédito"** ?






**Buró de Crédito.
É uma empresa privada, constituida como uma Sociedade de Informação Crediticia, devidamente autorizada pela Secretaria da Fazenda e Crédito Público (SHCP), com opinião do Banco de México (Banxico) e da Comissão Nacional Bancaria e de Valores (CNBV).
Proporciona serviços sobre consultas e  informação relativa do historial creditício de pessoas físicas e jurídicas. Seria como o nosso SPC/Serasa.




Tivemos a sorte de que quando fomos comprar um carro aqui, com a grana que vendemos o nosso no Brasil, o cara tavalá, ofereceu um carro melhor, e falou, deixa eu ver se eu consigo que vcs financiem uma parte...Rindo, e já falou que não daria certo e tal.... Mas Santa Edwirges tava de plantão, e , liberou nosso crédito!!!! uhuuuuuu! Tínhamos o dinheiro, mas optamos a pagar em algumas parcelas um saldo, só pra entrarmos na "lista de bons pagadores"....





Foi a nossa porta de entrada, tentamos depois algumas vezes cartão pelo banco. O primeiro que conseguimos foi o American Express e sua anualidade infinita, mas não tínhamos escolha. Depois desse ficou mais fácil. Temos amigos que até hoje não conseguiram, e aí, rola a amizade né pessoal? Só quem sentiu na pele é que sabe como é díficil.

O meu conselho é o seguinte:

Depois de entrar na lista, NUNCA, mas NUNCA, fique como devedor. NÃO É COMO O BRASIL!!! Aqui não é simples , não é pagar e sair da lista. Aqui, depois que você pagou, você ainda fica 5 (CINCO) anos sem poder usar crédito nenhum. E outra, a anotação fica lá pra sempre...(isso mesmo, independente se pagou....) Eles ficaram muito mais restritos depois da crise dos USA, que afetou muito a economia local.

Quando seus pagamento estão em dia , sua luz está "verde", quando está em "amarelo" é porque apresenta um atraso de 1 a 89 dias e "vermelho" quando o atraso é maior que 90 dias, e te rotulam como um "dívida perdida".





Como curiosidade:

- O Histórico de Crédito especial , contém o seu comportamento financeiro  dos últimos 24 meses.

- O prazo de tempo é o seguinte:

* As dívidas menores ou iguais a 25 UDIS (117 pesos) permanecem um ano.
* As dívidas maiores que 25 UDIS  e até 500 UDIS (2,346 pesos), dois anos.
* As dívidas maiores que 500 e até 1,000 UDIS (4,693 pesos), quatro anos.
* As dívidas entree 1,000 e  400,000 UDIS (até 1.8 milhões de pesos),  seis anos.
* As dívidas maiores que  400,000 mil UDIS NÃO SE ELIMINAM.  (Forbes)
Então cuidado mesmo, mesmo que você tenha um registro antigo e requer um novo financiamento, você sempre vai ter o rótulo de mal pagador na testa.




Bom pessoal, é isto, espero ter ajudado um pouco vocês.
E digo mais , A ZARA AINDA NÃO ME LIBEROU O CRÉDITO!!! Mesmo com 3 cartões. #chateada!!!


Saludos.



Share:

5 comentários

  1. Morreria,amo a Zara !!! Parece muito radical ,mas sabe que, às vezes, acho que regras precisam ser assim quando se lida com milhões de pessoas.

    ResponderExcluir
  2. Ai menina, nem me fale nesse tal de histórico de crédito. Vamos começar a viver esse dilema agora! Já tô até vendo os perrengues, a gente saindo do Brasil com 3 cartões platinum e chegando na América sem nada hahaha Vai ser duro adaptar à nossa nova realidade de sem credito viu... Até pra alugar uma simples casa (pagando 3 meses antecipados) a coisa já engrossa... Tremo só de pensar em alguma emergência! Vou pe tratar de manter meus cartões no Brasil e se a coisa apertar o jeito vai ser usá-los nesse nosso primeiro ano por lá!

    ResponderExcluir
  3. Ai, fico desesperada com essa história de crédito! Nunca (nunquinha mesmo) tinha pensado nisso como um problema para "expats". Utilidade pública, fia! Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Não imaginei que você tão dificil!
    Realmente são coisas que só estando na pele para sentir.

    ResponderExcluir
  5. Adorei o Post!
    Eu vou em Janeiro! E praticamente todas as orientações sobre o assunto, estou conseguindo pelo seu blog!! parabéns e continue postando e nos ajudando! :-)

    Beijos

    ResponderExcluir