Natal longe de casa…


Eu sempre curti Natal, roupa nova, comidas gostosas, presentes, familia reunida, fofoca, marido e eu discutindo na casa de que mae passariamos o Natal... gostaria de ter sabido que 2007 ia ser o ultimo Natal passado com toda minha familia, ultimo Natal com meu pai, talvez tivesse feito as coisas diferente, acho que teria dito para minha irmã não reclamar na hora da foto das irmãs, porque passariamos quase uma década sem nos juntarmos de novo. Certamente comeria duas vezes o bacalhau da tia Regina que nunca mais provaremos. Nunca sabemos os caminhos que a vida nos reserva...








Mesmo o mais frio dos mortais fica com o coracao apertado ou se for chorona como eu, sai aguando corredor do shopping ouvindo musicas natalinas. Nostalgia deixa de ser uma palavra de livros e poemas e passa a formar corpo na vida da gente.

Uma característica de viver fora é que naturalmente buscamos expatriados, eles sabem como é viver longe de família, amigos de infância, e há uma afinidade natural. Grupos são formados, e muitas vezes convivemos tanto que passamos a formar amizades reais, embora muitos não sobrevivam a próxima mudança é bom fazer parte de uma comunidade, é natural nos apegarmos a novos grupos, fazer festas, muitas vezes consideramos essas pessoas que passam a fazer parte da nossa nova história como família. No Natal a gente reune os grupos de amigos em festas pré navideñas, alguns tem a sorte de ir para o Brasil, passar Natal no colo da mae, tem gente que recebe familia e amigos... tem gente que fica sozinho ou com familia pequenininha.


Tem hora que dá aquela baixada de animo mesmo... depois de um ano particularmente dificil, com diferentes tipos de perdas, confesso que estava tomada pelo espirito do Grinch, mas filha pequena de 6 anos, com a ilusao e inocencia lindas da idade, acabou trazendo a magia  necessária para montar arvore, colocar enfeites e luzinhas. 







Acho que a lição que fica, no fim das contas, é valorizar o que temos hoje. A familia pequenininha, os amigos que encontramos, aqueles que atravessam o continente para nos ver ou para quem vai para o Brasil, tirar proveito de verdade de cada abraço, carinho e convivio, antes de se despedir de novo. Quem disse que seria fácil tava mentindo...


Passar Natal longe de casa não é para qualquer um. Amigo vira familia, familia que uma hora vai embora, volta para o Brasil, Espanha, EUA, Suécia, Africa (porque expatriado não tem destino certo) e deixa vazio no coraçao de quem fica. No fim das contas, tudo na vida são escolhas, algumas mais faceis ou nem tanto. A vida fica igualzinho musica de Milton Nascimento –  Encontros e Despedidas...







Para voce, que teve a coragem de mudar de vida, de país, de familia, te desejamos um Feliz Natal, seja como for, ainda que com sabores, clima e aromas diferente. Se ficar dificil, passo uma dica que para mim funciona: ajude alguém que precise, faça uma corrente do bem, faça brotar um sorriso ou esperança. 

No fim das contas, é disso que se trata o Natal. 
PS: Assim ficou minha arvore quando o Grinch foi embora...







Feliz Navidad!



Escrito por:



Fabiana Giannotti, brasileira radicada no México desde 2008, casada, 2 filhos, passou a ser mãe 24h e dona de casa após vir para cá. Praticamente uma expert em mudanças depois de encontrar e mudar para 8 casas em 7 anos, além de acumular experiências em tradução, aulas de português, corretagem de imóveis e assessoria para expatriados. Adoro escrever, conversar, fazer novos amigos, viajar. Me considero afortunada por viver no México, aprender a respeitar e conhecer essa bela cultura. Conhecer, adaptar-se, aprender, mudar, acostumar, respeitar, amar o diferente são algumas coisas que descobri nos últimos anos, além do fato que, por mais perfeito que seja o plano tudo pode mudar de repente...


Para quem busca serviços personalizados, tramites e asessoria no processo de expatriação ao México, além de todas as informações disponíveis no Blog oferecemos um serviço personalizado a suas necessidades:

http://fabianagiannotti.wixsite.com/mudandoparaomexico

Se gostou desse texto pode curtir nossa fanpage onde há muita interaçao e dicas interessantes:


https://www.facebook.com/viviendoenelmexicomagico/



Share:

4 comentários

  1. Minha querida, lendo seu texto, me vieram lágrimas aos olhos. Sei que você está sentido a falta dos nossos natais, da foto que todos os anos tiramos em frente à árvore, etc. Este ano enfeitei novamente uma árvore bem grande, decorei a casa e receberei uma família aumentada mas vai ter lugar vago na mesa, na foto em frente à árvore e no coração. Estará faltando você, filha amada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei mae. sinto muito pelas circustancias que nos separam, mas o mais importante é que voce estará cercada de pessoas que a amam e eu estarei bem tambem aqui. Em meu coracao sempre estarei com voces, em todos os Natais. Divirtam-se muito, a gente vai curtir a festa do pijama!!

      Excluir
  2. Como se não bastasse um post tão bonito sobre o natal de quem está longe, aí vem um comentário de uma mãe saudosa... Chorando aqui no trabalho... No final, o que une e acaba com essa distancia, é o amor! Lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é verdade Bruna... mas a boa noticia é que o proximo Natal ja programei ir para o Brasil, depois de 10 anos!!!

      Excluir