O modo mexicano de comemorar o Reveillon é diferente? Feliz 2015!


vem 2015
 vem trazendo de longe as cinzas do velho éon”... 


  


Chegou dezembro, a época mais colorida e brilhante do ano. Onde as pessoas estão mais sensíveis e generosas. As reuniões em famílias são mais seguidas. Muitas festas natalinas (http://viviendoenelmexicomagico.blogspot.mx/2014/12/3-2-1-navidad-posadas-pinatas-santa.html).
 E o ANO NOVO!!! Que lindo todos de branco, comendo lentilha. Branco? Comendo lentilha? Será que no país que cultiva infinitas tradições também faz isso???  
Algumas coisas são bem parecidas ao resto do mundo, como se reunir em família, amigos... Tomar espumante, champagne, comer 12 uvas. Muitos abraços e música.  
Celebrar os logros de um ano inteiro em uma única noite, agradecer e desejar um ano ainda melhor. 
Não necessariamente esta comemoração precisa ser em casa, é comum passarem em restaurantes, festas privadas e também as festas de rua patrocinadas pelas prefeitutas. 
Seja “na rua, na chuva, na fazenda, ou numa casinha de sapê” a maioria das pessoas gosta de celebrar esta data com alguns rituais passados de geração em geração. É muito comum quando começa a contagem regressiva, comer 12 grãos de uva, que representam 12 desejos. Espalhar lentinhas ao redor da porta  como um símbolo da abundância, depois varrer para o lado de fora desejando que com ela saia tudo que passou de ruim durante o antio ano. Costumam usar roupas íntimas com vermelha=AMOR, amarelo=DINHEIRO.  


11 Tradições MeXi 



1. Desejo: Em uma folha normal do papel, escreva seus desejos para o próximo ano e coloque sobre a mesa. Quando o desejo for realizado, queime o papel. 

2. OBJETIVOS: Durante a contagem, no final do ano, você deve comer 12 uvas que faz um desejo para cada uva, que representam os 12 meses do ano seguinte. Uvas doce significam que ele será um bom mês, uvas ácidas, um mês ruim. 

3. A FELICIDADE: Na véspera de Ano Novo, as mulheres que querem amor no ano que vem devem usar calcinha vermelha. Para a felicidade e prosperidade, use amarelo , saúde e bem-estar, cueca verde. Para amizade, rosa. Por esperança e de paz, use branca. Nunca use roupas íntimas pretas. 

4. SORTE: Coloque uma bandeja com uma vela no centro e diga a seus amigos e familiares para depositar uma moeda na bandeja. Em seguida, encha a bandeja de água para trazer boa sorte. 

5. PROSPERIDADE: Coloque algumas velas em um prato branco rodeado por lentilhas, feijão, arroz, milho, farinha e canela. Deixe as velas acesas a noite toda até derreter, em seguida, depois misture os alimentos e a cera seca e enterre para atrair riqueza. 

6. FORTUNA: Coma uma colher de lentilhas cozidas, ou presentei com um punhado de lentilhas cruas sua  família e amigos para a boa fortuna. 

7. DINHEIRO: À meia-noite na véspera de Ano Novo, abra a porta e jogue 12 centavos no chão e varra para fora  para a prosperidade. 

8. NOVO: Limpe sua casa, tome banho, lave o seu animal de estimação na véspera do Ano Novo para a renovação. Varrer e esfregar dentro para fora. Passe pano na casa  com canela  e água. A água é aquecida com canela como se estivesse a fazer chá. Você também pode queimar incenso antes da meia-noite. 

9. RENOVAÇÃO: Na véspera de Ano Novo à meia-noite, atire um pouco de água para fora da janela para a renovação. 

10. SEGURANÇA: Desfrute os fogos de artifício na véspera do Ano Novo para afugentar os maus espíritos, permitindo assim a passagem segura para o próximo ano. 

11. VIAGEM: À meia-noite, carregue algumas malas vazias ao redor da quadra para assegurar o curso no próximo ano. Outra opção é colocar as malas no meio de uma sala, e andar em torno delas várias vezes. 


  

Algo bem comum é o “recalentado”, comer o que sobrou da ceia na manhã seguinte. Dizem que é quando fica mais saboroso 





Claro, que em um país com uma rica diversidade e muita cultura é possível vivenciar diferentes rituais. Desde os do período pré-hispânico. Para algumas culturas por ex.: maias, astecas o calendário é outro. Eles tinham um religioso e outro agrícula. A fusão de seus horários gerou uma “agenda cheia” que abrange uma série de anos. Por exemplo, para os astecas, a cada 52 anos, foi uma mudança de época e esta festa foi chamado o "vínculo de anos" ou "New Fire". Para os maias, a cada 20 anos foi um katun, e cada 20 Katun uma nova era ou Baktun são marcadas. 


  

Ambos os maias e os astecas realizavam cerimônias, rituais e sacrifícios muito solenes de agradecer aos deuses o início de uma nova era. O fogo era uma parte fundamental em todos eles, porque para as culturas latino-americanas, o fogo é o elemento purificador. 
E é precisamente estes dois elementos, fogo e observação do ambiente natural, que têm persistido na celebração do Ano Novo entre as populações do México. O Conselho Nacional de Cultura e Artes (Conaculta) faz uma contagem pequena para prová-lo: 

  • O poder do "lumbradas" todo mês de janeiro em várias regiões do México, como Ixmiquilpan, Hidalgo, principal núcleo social, Hnahnu ou Mezquital Otomi Valley. Cada um dos 50 bairros indígenas Ixmiquilpan acende um fogo no átrio aguerrido antigo convento agostiniano de São Miguel Arcanjo. Esta atividade também é realizada em 2 de fevereiro, na região norte de Michoacan, terra purépecha . 
  •  Os Totonacos de Veracruz realizam um ritual em que os curandeiros da comunidade e da oferecem sangue de frango, tamales, pão e flores aos deuses antigos. 
  •  Em Oaxaca, jovens zoques se fantasiam de  "huehues" (idosos) e "queimam" o ano velho e depois passam de  casa em casa da comunidade. Em outras aldeias, os idosos soltam os foguetes para iluminar o céu e observar cuidadosamente quando o ano novo chega. Então, eles vão saber se ele vai ser um ano de chuvas ou seca. 
  • Os Cabañuelas têm grande importância no México rural. O nome deriva do décimo sexto mês do calendário maia: Caban, e refere-se a observação detalhada do tempo dos primeiros 12 dias por ano, para prever o tempo para os próximos 12 meses. Sabe-se que este sistema de observação, parece que empírico, foi utilizada pelas culturas mais antigas da humanidade, Babylon e Israel. (Eu sempre fiz este ritual e nem imaginava sua origem). 
  
  Tudo isso sem mencionar que muitos povos indígenas mantêm seus próprios calendarios e comemoram seu "ano novo" em diferentes momentos, como o Seri, no deserto de Sonora, no norte do México, eles celebram 30 de Junho e 1 julho. Também em Santiago Tuxtla, Veracruz, comemorado na primeira sexta-feira de março, comemorado por um ritual de oferenda ao sol. 


Assim, no México, o Ano Novo é celebrado com as crenças que ligam as culturas prórias com outras culturas do mundo e rituais que os mantêm ligado ao seu passado. Se misturam rituais milenares e modernos. Seja em uma festa enorme, com fogos de artifício e música em casa com a família, ou em uma bela praia no Caribe mexicano em casal ou amigos, o que realmente importa é desfrutar esta data com muito amor no coração. 





Receba o ano de braços abertos, coração cheio e sorriso longo. Feliz 2015 para todos nossos leitores de 2014 e os futuros. Que o próximo ano possamos crescer juntos, apróximar ainda mais nossas culturas. Beijos pra todos :)


Post de:


Share:

0 comentários