É SEGURO fazer turismo no MÉXICO? Dicas.

Uma das perguntas mais frequentes que recebo desde que comecei com essa história de blogar, é sobre a segurança em viver aqui.
Eu já dei minha humilde opinião em inúmeros posts, onde deixo claro que em mais de 3 anos morando no país, a única vez que me aconteceu algo foi no final do ano passado, quando furtaram minha carteira no meio do supermercado. Acho um saldo positivo, mesmo tendo surtado com o trabalho que me deu tirar todos meu documentos outra vez. Mas trata-se de uma média muito boa!







Eu viajei por boa parte desse país, e nunca enfrentei problemas relacionados a segurança.

No grupo que eu tenho de brasileiros que vivem aqui, sempre que esse assunto é levantado tem milhares de opiniões a respeito, todos expondo seu histórico positivo ou negativo por aqui.  O fato é que o país sofre um preconceito muito grande, porque as pessoas tem uma idéia midiática diferente da realidade. Fui atrás de dados mais concretos para tentar expor algo de positivo a respeito desse cenário:




O número de turistas tá bombando: Os últimos números apontam que mais de 25 milhões de visitantes estrangeiros estiveram no México em 2016, continuando com uma tendência crescente nos últimos anos e um dos números mais altos registrados desde que esses registros começaram (Fonte: Banco do México). 
O México é um dos 10 países mais visitadas do mundo, mesmo com toda a propaganda negativa , especialmente tratando-se de violência relacionada à droga, as pessoas continuam visitando o país. Estatísticas de registros de consulados estrangeiros apontam que a grande maioria dos turistas não apresentaram problemas na estadia no país.







O México está se transformando em uma das economias mais importantes do mundo. O país conta com uma economia acolhedora e sua política incentiva o livre comércio e a parceria (o México tem acordos de comércio livre de direitos aduaneiros com 46 países pelo mundo). Ambiente atraente para investidores e empresas estrangeiras. 






A violência é basicamente entre o narcotráfico. Os dados da pesquisa mostram que a onda de homicídios no México nos últimos anos ocorreu através de membros de gangues de drogas matando outros membros. Turistas, visitantes de negócios e residentes estrangeiros não são alvo das quadrilhas de drogas, e as estatísticas dos consulados estrangeiros mostram que a  maioria das visitas ao México não apresentam problemas.




Vejam bem, não estou dizendo que o país é a Suíça ou a Dinamarca, estou levantando pontos que podem tirar um pouco a fama de terra sem lei que é propagada por aí.
Tenho certeza que vou receber críticas onde pessoas vão relatar fatos particulares ocorridos por aqui, mas, tento expor a minha visão e a minha experiência vivendo por essas bandas.
A minha intenção é que um possível turista não deixe de visitar o país e ser brindado com um banho cultural, por temer a segurança OK!?




Então, o que podemos fazer para ter uma experiencia bacana de turismo no país?


*Nao custa nada ter sempre em mãos os telefones de emergência do lugar que você se encontra.





*Nao ande por aí com itens que possam chamar a atenção.

*Evite transitar por áreas inseguras , de má fama, ou mesmo sair da zona turística da cidade.

*Cheque se todos os prestadores de serviços dos passeios (lanchas, motos, cavalos, escunas....), estão visivelmente OK com os itens básicos de segurança e primeiros socorros (perguntem por eles, e confiram se estão lá)

*Sempre que tenha que dirigir em estradas, estude antes o percurso, cheque se se trata de uma caminho turístico. O próximo post será apenas sobre as carreteras no México. Nunca confie 100% no Waze ou Google Maps.

Estes são os estados mais seguros para se viajar:


1. Campeche
2. Chiapas (Incluidos Palenque y San Cristóbal de las Casas)
3. Guanajuato (Incluidos San Miguel de Allende y León)
4. Hidalgo
5. Ciudad de México (anteriormente Distrito Federal)
6. Puebla
7. Querétaro
8. Quintana Roo (Incluidos Cancún, Cozumel, Playa del Carmen, Riviera Maya y Tulum)
9. Tabasco (Incluida Villahermosa)
10. Tlaxcala
11. Veracruz


12. Yucatán (incluidos Mérida y Chichen Itzá)

(Fonte: Entornoturistico.com)

*É mais aconselhável usar a moeda local, o peso mexicano.

*Também é bacan estar preparado para possíves choques gastronomicos e evitar a ¨venganza de Monteczuma)



*É festa , eu sei, mas, evitem se exceder nas farras e bebedeiras! Ou façam isso em lugares seguros, como  hotéis por exemplo. Lembrem-se que no México é proibido fazer uso de bebida alcóolica nas ruas e sempre tem policiais com bafômetro.

*Se você está visitando alguma zona do país com má fama de segurança é bacana evitar sair a noite, de madrugada.

*Nunca andem com documentos e passaportes originais, deixem os mesmos no hotel , no cofre! Tirem uma cópia e levem só o dinheiro que vão gastar no dia.
Sempre atentos com o transporte público!  Principalmente com os metrôs que são lotados.



Agora é só se programar, e dar uma chance ao MÉXICO!

Saludos.








Share:

4 comentários

  1. Este ponto é muito importante,a saber,esta onda de notícias ruins que divulgam sobre o México e o silêncio absoluto sobre as coisas boas.Adoro desmistificar preconceitos,muitas pessoas com quem falo adorariam conhecer o México,mas já escutei de outros coisas absurdas sobre o país,a maioria vinda de gente que nunca pisou por lá,como sobre a segurança,pobreza e até a aparência das pessoas,beirando o racismo.Gostaria que tocassem num ponto que não me recordo de ter sido mencionado aqui,falo de como é fazer negócios com os mexicanos,sobre isso também me disseram,talvez injustamente,que eles procuram sempre levar vantagem,isso procede?Só digo pela minha experiência pessoal que no Brasil alugar um lugar para morar por exemplo,devido ás exigências absurdas que muitos proprietários fazem,está cada vez mais difícil,preferem os donos ficar com o imóvel fechado,é incrível.Está cada vez mais difícil negociar por aqui,em todos os níveis,como se já não bastasse a crise.Em relação ao trabalho,tem muito patrão quebrando e fugindo do país para não pagar o que deve;este que vos fala tomou um calote de uma ex-patroa que fugiu para a Europa,quando a encontrei na rua por aqui fiz um escândalo e ainda fui agredido por um dos seguranças dela.Outra coisa é o custo de vida exorbitante para os salários miseráveis que são pagos;aqui neste blog fiquei sabendo que na Cidade do México existem subsídios para os pobres referentes aos impostos e tarifas,além do metro ter uma tarifa baixíssima acessível à todos.Comparo isso com Rio e SP e noto que aí parece estar muito mais fácil viver,li também por aqui que muitos produtos e bens que poucos tem acesso no Brasil em terras aztecas são muito mais acessíveis.Isso indica claramente que por aí existe uma intenção de combater os problemas sociais que muitos apontam existir no México,que ademais sempre possuiu uma taxa de homicídios menor que o Brasil mesmo nos seus piores momentos.Não vejo no Brasil esta intenção de combater estes problemas sociais desse jeito,na verdade vejo o contrário,sequer tocam no assunto,enquanto no México escancaram os problemas para o mundo inteiro ver.Isaac Carneiro Victal.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelas dicas, Mel. Acompanho teu blog há algum tempe, sempre quis conhecer esse país e agora estou com passagens compradas pra Maio. Nem acredito! kkk
    Grande beijo! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah que legal! Espero que o México te encante! Saludos.

      Excluir
  3. Olá, estou acompanhando seu blog que achei fazendo buscas sobre Cancun. Estou tentando organizar uma viagem com meu marido para Play del carmem e pensei em ficarmos 6 dias no all incluisve (The Royal Playa) e 4 dias em algum hotel mais em conta para aproveitarmos a quinta avenida e os restaurantes. Você pode me ajudar com informações de custo medio de custo de um almoço para um casal e também media de custo de um jantar com bebida? Pode me passar o custo em real ou em dollar? Obrigada

    ResponderExcluir