10 erros comuns em Espanhol - Dicas

O dia que você completa uma frase e não ouve "...-Mande? " de um mexicano é um dia a ser comemorado.
No meu caso ainda que sou (era)  super certinha com a danada da gramática, é motivo pra mariachis, fogos e lágrimas.

Eu sofri muito com o espanhol.


Ele foi sacana comigo, me fez passar muita vergonha, pagar muito mico. E como eu sou daquelas pessoas que, apesar da terapia, ainda guarda rancor, não esqueço de episódios onde pessoas muito "mala ondas" tiravam sarro da minha cara.  Porque sempre tem aquele espertão, que acha que nós somos palhaços de circo. Chorei muito.
Mas nesses episódios da vida, não tinha ainda maturidade pra responder que o espanhol, no caso, era meu terceiro idioma. Ou seja, tinha todo o direito de errar, e ainda tenho. Agora a pessoa que estava lá, me fazendo "bullying" fala só o dela, no país dela.

Eu não domino o espanhol, longe disso. Ainda tenho que aprender muito, mas , finalmente consigo me comunicar sem maiores problemas. O espanhol ao meu ver, é um idioma muito, mas muito mais difícil que o inglês. Eu fiz 2 anos de curso, leio em espanhol, falo pelos cotovelos. E isso me ajudou bastante.

Eu queria falar sem ser notada, sem ser a estrangeira. Assim como minha filha fala, sem acento. Mas é pedir demais pra mim. Vou ser sempre a estrangeira com acento, que imediatamente já ouve a pergunta: " Donde eres?".

Escrevo esse post porque, dia desses sonhei em espanhol. E comemorei! Acho que finalmente meu cérebro aceitou que é o idioma a ser usado no momento. Fico tímida ainda com pessoas que não conheço, mas depois que ela NÃO pede pra eu repetir a frase, já me sinto mais confiante. Quando meus amigos, fazem algum comentário do tipo: Mêli, andas super bien con tu español!, me "chiflo" (me acho...) toda.  E quando ajudamos a pessoas recém chegadas, ou a familiares e eles acham que a gente domina 200%.
Mal sabem, o tanto que foi duro falar sem pensar, sem buscar palavras, sem tentar traduzir ao pé da letra do português para o espanhol.

Então pessoal que está chegando, tenham paciência, se dediquem! Todos conseguem, eu consegui! Sigo na dura batalha dos pinches(!) verbos, mas hei de vencer-la!





Eu pesquisei muito na net, e achava sites bem bacanas pra ajudar , reuni meus maiores problemas (depois dos verbos) e vou dividir com vocês, os créditos do site estarão abaixo dos erros, pra quem quiser se aperfeiçoar, super indico!


Erro 1: Uso de "SS"

Em espanhol nenhuma palavra se escreve com "ss", sempre que você for usar uma palavra que contenha esta letra, lembre de escrevê-la somente com um "s".

Ex: profesor, asesino, proceso, posibilidad, profesional.


Erro 2: Uso de "qua" no lugar de "cua" ao início de uma palavra.

Em espanhol não existem palavras que comecem com a sílaba "qua".

Exemplo: cuadro, cuanto, cual.





Erro 3: Uso de "m" no lugar de "n" ao final de uma palavra.

Em espanhol não existem palavras terminadas na letra "m" com exceção de algumas palavras vindas do latim (álbum, ibídem, ídem, ítem, mágnum, máximum, médium, memorándum, referéndum, ultimátum.)

Exemplo: trabajan, canción, camión, juegan, cantan.


Erro 4: Uso de "lo" no lugar de "el".

"el" é um artigo masculino singular que acompanha a um substantivo e "lo" é um artigo neutro que nunca acompanha a substantivos, ele acompanha adjetivos, advérbios e particípios.

Exemplo (el): el coche, el libro, el perro.
Exemplo (lo): lo lindo, lo caliente, lo cantado.






Erro 5: Uso da preposição "de" no lugar de "en" com os meios de transporte.

Em espanhol, o correto é usar a preposição "en" com os meios de transporte.
Você poderá escutar algumas pessoas nativas dizer: "voy de coche, van de tren, van de avión", porém esta construção deve ser evitada.

Exemplo: voy en coche, van en tren, van en avión.


Erro 6: Omitir a preposição "a" na perífrase do futuro "ir a".

Em português usamos "vou trabalhar, vamos comer, vão sair", mas em espanhol é obrigatório usar a preposição "a" nesta construção.

Exemplo: voy a trabajar, vamos a comer, van a salir.






Erro 7: Uso de "también no" no lugar de "tampoco".

É incorreto usar a expressão "también no" para afirmar uma negação.

Exemplo: Tampoco me gusta el pescado.


Erro 8: Uso de "ava" no lugar de "aba" na conjugação verbal do pretérito imperfeito de indicativo.

Em espanhol os verbos da primeira conjugação (terminados em "-ar") quando conjugados em pretérito imperfeito de indicativo adotam as seguintes terminações: "-aba, -abas, -aba, -ábamos, -abais, -aban".

Exemplo: trabajaba, cantabas, jugábamos, saludabais, nadaban.


Erro 9: Uso de "tener" na formação dos tempos verbais compostos.

Em português os tempos verbais compostos se formam com os auxiliares "haver" ou"ter", sendo este último o mais comumente usado.
Em espanhol, para a formação dos tempos compostos somente se usa o auxiliar"haber".

Exemplo: he comido, había salido, hubiésemos comprado, hayamos ido (tenho comido, tinha saído, tivéssemos comprado, tenhamos ido.)


Erro 10: Uso de "mucho" no lugar de "muy".

Em espanhol temos duas palavras que possuem o mesmo significado que "muito", são"muy / mucho".
Usa-se "muy" antes de adjetivos, advérbios ou partícipios. Quando não se cumpre a regra anterior, usa-se "mucho" e suas variantes de gênero e número.

Exemplo (muy): muy bonita, muy caliente, muy conocido.
Exemplo (mucho): mucho calor, te amo mucho, comer mucho.

(Fonte: www.bomespanhol.com.br)


Agora é tomar cuidado pra não mandar um portunhol quando for de visita ao Brasil! Aí vai ser outra sofrência.....rs. A matéria seria, eu não sei mais falar português.





Um viva pra "cueca cuela", mas, portunhol não mais!

Saludos.






Share:

8 comentários

  1. Meu "portunhol" é estilo "cueca cuola"kkkkkk
    Aqui no RS, como estamos pertinho do Uruguai e Argentina, a gente "pensa"que sabe falar kkkkk

    Adorei o "Acho que finalmente meu cérebro aceitou que é o idioma a ser usado no momento"

    Beijos,

    Fran@ViagensqueSonhamos

    ResponderExcluir
  2. Adorei! De fato, não é fácil ser fluente em outro idioma. Temos sotaque, nossa cabeça vai na pastinha já conhecida de idiomas e vira uma miscelânea total. Mas adorei saber que você tem paciência e, desta forma, vai inspirando todo mundo que passa pelo mesmo perrengue.

    ResponderExcluir
  3. Mel... como sempre, suuuper útil seu post! Estou rindo aqui porque lembro de uma pessoa que pediu um "jugo de moriango". De onde tirou o moriango? Pelamor... Adorei as dicas!!! Post favoritado, dja!!!

    ResponderExcluir
  4. Demais, agora esta dando aula ! Isso mesmo ! Você não tem noção como essas dicas ajudam, parece simples quando já se domina um novo idioma, mas para quem está começando é muito legal.

    ResponderExcluir
  5. Sabe que quando cheguei em Londres tinha muita vergonha de puxar conversa, pq eu não falava nada de inglês até que um amigo meu sueco me disse :: você pode ter sotaque mas a sua gramática é melhor do que a deles, deixa de besteira .... e assim foi! Depois disso me soltei mas ainda hoje se passo muito tempo no Brasil ou um feriado prolongado falando português o inglês demora a voltar .....
    Adorei ler seu texto, ele fez me lembrar que preciso urgentemente aprender outro idiona!
    Beijocas
    Li

    ResponderExcluir
  6. Quem disse que falar espanhol é fácil, né? Eu acho super difícil, só porque é "parecido" o povo pensa que é mole. Que nada! Da sua lista, não sabia quase nada!

    ResponderExcluir
  7. Eu me apaixonei pelo espanhol de tanto assistir novela mexicana,meu nível de compreensão é muito bom, agora estou fazendo curso para aprender escrever e pronunciar certo. Adoro o México, um dia vou conhecê-lo.

    ResponderExcluir
  8. Mel, seu blog, na minha opinião, é o MELHOR!]
    Amo e há tempos já está salvo no meus favoritos =)
    Beijos e parabéns

    ResponderExcluir