Papel Picado Mexicano

México é associado a alegria.
México é associado a cor.





E eu concordo plenamente com isso.






Além dos "batidos" mariachis, da tequila e dos bigodes, tem um detalhe em especial, de toda essa energia mexicana, que passou a ser a minha referência particular de tudo isso, e, antes de eu morar aqui, não tinha nem idéia de que existia: o papel picado.

Qualquer festa da cidade, qualquer evento (principalmente o Dia dos Mortos), qualquer pueblito que eu visite, eles enchem meus olhos, então digo com a maior convicção se me perguntarem o que me remete ao jeito alegre de ser mexicano, eles mesmo, os papéis coloridos e picotados que enfeitam esse país já tão colorido.


Dia de  Muertos.





E óbvio que eu fui pesquisar a origem deles:

A origem do trabalho desse papel, é da China ( o nome do papel que se usa é, "papel da China") e foi comercializado na Europa desde o século XVI com o nome de papel "cortado". No México, em meados do século XIX, os peões eram obrigados a comprar os produtos nas vendas das fazendas. Entre esses prosutos, estava lá, o papel da china. Com sua habilidade e criatividade, os trabalhadores transformaram esse papel delicado em um verdadeiro tipo de artesanato: o papel picado. 
(Dizem que as antigas civilizações mexicanas, astecas, faziam seus enfeites e vestimentas sagradas já com essa técnica, representando a imagem dos seus deuses, depois com a chegada dos espanhóis, desenvolveram mais a técnica.)

Essa tradição tem sido transmitido de pais a filhos, para que assim, não desapareça. Os artesãos começaram a vender seus trabalhos nos povos vizinhos e entre o pessoal das fazendas. Tempos depois, em 1930, chegou a Puebla e Tlaxcala. A partir dos anos 60, apareceu na Cidade do México, se transformando assim, em um tipo de artesanato reconhecido em nível nacional e internacional. Foram feitas exposições desta técnica nos USA e na Europa.


Foto Google.



Eu associo esses papéis a San Miguel de Allende, que você todos sabem, é minha cidade queridinha. E as cores dos papéis combinam muito com os tons de terracota do Pueblo. Mas aqui por SLP, se você anda nessas ruas mais afastadas, de colônias, vai com certeza achar alguma cheia delas, principalmente perto de igrejinhas.

Em 1998, artesãos e responsáveis pela cultura, pensaram em criar um decreto para preservar essa arte, e em , 22/09/1998, o estado de Puebla lançou um decreto onde a arte foi declarada como Patrimônio Cultural do Estado de Puebla, o artesanato elaborado no Município de San Salvador de Huixcolotla (berço do papel picado). Em Huixcolotla, o uso do papel é ornamental, sempre com motivos reliogiosos para enfeitar o Dia dos Mortos.



Artesania ainda feita com a técnica manual, no estado de Puebla. 



Mas agora não precisa de motivo específico para enfeitar com papel picado: estão presentes em restaurantes, festas pátrias, Natal, casamentos, 15 anos, batizados, lojas, ruas, aniversário da sogra....ixiiii é um combo mexicano:  festa + pessoas animadas + musica + papel picado.

San Miguel de Allende.


Achei esse vídeo bastante interessante, pesquisando sobre o assunto:






Minha mãe veio pra cá, e , óbvio que na mala dela de volta , tinha um monte de papel picado, mas, vai entender o porquê....rs A loucura ta no DNA! 

Vai que você quer fazer né? Achei esse vídeo aqui que te ensina e a festa mexicana vai estar pronta:





Beijos coloridos e festeiros pra vocês!





Share:

5 comentários

  1. Adorei a história do Papel Picado.
    Não tem como olhar e não lembrar do México.
    É realmente lindo!!!

    ResponderExcluir
  2. Que interessante! Quando li o título, pensei que veria algo como confetes, mas nada a ver! Gostei, bem bonito!

    ResponderExcluir
  3. Que coisa mais linda! Parece uma renda….é uma verdadeira obra de arte.

    ResponderExcluir
  4. Muito bonito e realmente a cara do México. Minha vontade de conhecer o México aumenta a cada post seu .

    ResponderExcluir
  5. Melissa!!!!! Eu, como apaixonada pelo México terei um Chá de Panela mexicano. Tô doida atrás de casas de festas pra comprar esses papéis e nao acho. Tem que ter habilidade pra fazer, e isso me falta. Kkkkkk como sempre, ótimo post. Bjo

    ResponderExcluir