Guia de compras no México: Artesanatos.

Opaaaaaaa!

*imagens google

Assunto que YO domino bem. Sim, sou capitalista, adoro girar a econômia do país (seja ele qual for). 
O México é um país onde comprar uma "lembrancinha" pra levar pros parentes no Brasil é fácil e difícil ao mesmo tempo. Fácil porque o país é dominado por artesanias locais, característicos de cada região. Difícil porque são MUITAS, eu disse muitas opções (custo, tamanho, matéria prima...), tem pra todos os gostos e bolsos. Quem gosta de decoração, de ser "cool", de coisas coloridas e alegres, achou a Disney dos souvenirs. Seja você que está aqui por turismo, ou você que já mora em terras astecas.




Separei as "mecas" de artesanatos, cada qual com sua especialidade. Lembrando que vocês acham tudo isso em todos os lugares da repúblicas, mas, das cidades citadas , elas são originárias. Ou seja, muito mais opção e preço.

Querem comprar o quê?


- Jóias e Prata?

Taxco.

Um dos melhores lugares para se adquirir prata, sem dúvida é em Taxco, em Guerrero. Este destino é considerado um "Pueblo Mágico", e você poderá encontrar milhares de opções e os melhores trabalhos feitos em prata do mundo. Você poderá aproveitar e conhecer o Museu da Prata.




- Alebrijes e cerâmica de barro negro?

Oaxaca

Os Alebrijes são figuras feitas em cartoneria (modelando o papel), e esse termo foi utilizado pela família Linares de San Martín Tilcajete, Oaxaca, muito famosa por suas peças fantásticas elaboradas em papel. A diferença dos alebrijes de Oaxaca é que são feitos em madeiras.
São pintados com cores brilhantes e vibrantes. Normalmente alebrijes são seres imaginários em forma por elementos fisionômicos de diferentes animais, uma combinação de vários animais, não só fantástico, mas também reais. 




O Barro Negro é extraído de uma aldeia. Com propriedades especiais, ele, quando cozido adquire uma cor (completamente negra)que é sua característica. Começam a criar forma , a partir da argila. Depois disso, fica 4 dias ao sol, para secar. É lixada e volta ao sol, para depois disso, polir de novo. Próximo passo, colocá-la ao forno , lavar , secar, e , vender!




- Sarapes?

Saltillo

Um dos itens que fazem parte do guarda-roupa masculino mexicano tradicional, muito usado no século passado por charros, trabalhadores, cavaleiros... Servia como cobertor, travesseiro, ou mesmo capa de chuva.
De formato retangular e bem colorido!





- Hamacas?

Yucatán

Nada mais que nossas famosas "redes", usadas para dormir ou descansar. São feitas principalmente a partir do algodão ou do sisal, depois tingidas.






- Máscaras?

Guerrero

A máscara é um forte sinal de amor, magia, religião e vida; denota o misticismo do povo, une, fortalece, revive, leva-os com tanta força que eles acreditam nela, em seu poder e espírito que o rodeia.
Guerrero é um espaço onde a máscara tem encontrado grande desenvolvimento e aceitação, em que a diversidade é combinada com a criatividade histórica e atual de um povo é reforçada por suas tradições.




- Talaveras?

Puebla

Seu diferencial é o seu acabamento vítreo na decoração base branca marfim. A autêntica Talavera é originária desse estado, especificamente nas cidades de Atlixco ou Cholula , devido à qualidade das argilas que existe por lá e tradição de fabricação, desde o século XVI. As cores usadas na decoração são azul, amarelo, preto, verde, laranja e malva (violeta).



- Textiles?

Chiapas


Os Têxteis no México têm uma longa história. A fabricação de fibras , tecidos e outros bens existiu no país desde 1400 AC. Fibras foram utilizadas durante o período pré-hispânico, incluindo os da mandioca , palma, maguey, bem como o uso de algodão nas planícies quentes do sul. Após a conquista espanhola do império asteca , os espanhóis introduziram novas fibras, como seda e lã , bem como a técnica européia de tear .  Os estilos de roupas também mudou radicalmente. 
 Hoje, tecidos, roupas e outros artigos têxteis são feitos por artesãos e nas fábricas. Produtos artesanais incluem roupas pré-hispânica, como huipils e sarapes , que são muitas vezes bordados . Roupas, tapetes e muito mais são feitos com fibras naturais e naturalmente tingidos. A maioria dos artesanatos são produzidos por povos indígenas , cujas comunidades estão na maioria em Chiapas . A indústria têxtil continua a ser importante para a economia do México embora tenha sofrido revés devido à concorrência de produtos mais baratos produzidos em países como China , Índia e Vietnã 










- Rebozos?

Santa Maria del Rio

rebozo é uma peça de vestuário feminino usada no México . De forma retangular e em uma única peça, variam de  1,5 m a 3 m de comprimento, e podem ser feitos de algodão , lã ou seda. Eles podem ser usados ​​como lenços, xales , caminho, e as  mulheres muitas vezes usam para segurar seus filhos ou levar produtos ao mercado. Sua faixa de preço varia muito, baratos ou por milhares de pesos.



- Arte em Vidros?
Los Cabos.

A arte do vidro soprado resulta em taças para enfeitar sua casa, e muitos outros produtos. Você ainda poderá ter a oportunidade de ver os artesãos trabalhando em suas criações.





-Arboles de la Vida?

Mepetec

Uma escultura de barro, usadas pra ensinar a história da criação, segundo a Bíblia, aos nativos. A tradicional contém várias imagens , com Deus no centro, flores, frutos... 




- Sombrero?

Pra terminar esse ícone mexicano. Um mixto de presente, acessório, souvenier, obra de arte, ou mesmo, um simples chapéu para se proteger do sol (na época, usado para os trabalhos no campo...). Pouco a pouco, virou sinônimo de mexicano e mariachi e rapidamente remete ao país.







Quer saber mais detalhes sobre os artesanatos? como surgiram? Clica Aqui!

E não pensem que é só isso o México. Ni modo.
Essas são algumas das muitas opções que por aqui encontramos, com esse povo cheio de tradições e que mantém suas origens.

Viva as cores do México!



Share:

3 comentários

  1. Tinha tantos artesanatos maravilhosos ... q eu não sabia oq trazer kkkkk

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo blog. Adorei a forma com que dividiu tudo, colocando nome mexicano e explicando em português. Foi de grande valia.

    ResponderExcluir